Dia do Vinho 2017: diversidade de atrações marcam calendário do evento

19 de Maio de 2017

Share

Atrações estão relacionadas à cultura, gastronomia e tradições das regiões onde se realizam (foto: Tatiana Cavagnolli/Divulgação)

Polenta de 800kg, city tour em carros antigos, simpósio científico, atividades esportivas, feiras de rua e cursos de degustação são algumas das mais de 200 ações realizadas de 19 de maio a 4 de junho, no Rio Grande do Sul, São Paulo, Bahia e Pernambuco

O Dia do Vinho tem por característica operar o milagre da multiplicação de atrações. Só neste ano, são mais de 200 à disposição do público, no período de 19 de maio a 4 de junho. Como o evento é realizado de forma descentralizada e simultânea em dezenas de municípios de três regiões do país (Sul, Sudeste e Nordeste), conta com a vantagem de uma diversidade de lugares e empreendimentos para se aproveitar entre vinícolas, hotéis, pousadas, bares e restaurantes.

 

No calendário do evento de 2017, estão contemplados desde tombos de polenta de 800 quilos, logo no primeiro fim de semana, em Monte Belo do Sul (RS), até o encerramento com orquestra de sopros, apresentações de teatro e circo e city tour a bordo de carros antigos, em Veranópolis (RS), no dia 4 de junho. Antes disso, passando por curso de harmonização no Roteiro de São Roque (SP), degustação de espumantes às margens do Rio São Francisco, no sertão nordestino, na divisa entre Bahia e Pernambuco, ou apreciando vinhos do Vale Central Gaúcho com o estímulo sensorial no distrito Recanto Maestro.

Pela primeira vez, o evento será brindado com uma cavalgada por vinhedos – iniciativa que só poderia vir da Campanha Gaúcha. E, além de um simpósio científico internacional que abordará o tema Vinho e Saúde e das atividades esportivas, para fazer plena justiça ao protagonista que dá nome ao evento, há aquelas atrações consagradas pela vontade popular: “As feiras de vinho em praças e ruas são exemplos de sucesso na programação do Dia do Vinho. É o produto dos nossos vinhedos e vinicultores ao alcance do grande público da maneira mais festiva e acessível possível. Dois municípios que já confirmaram suas feiras para este ano tiveram excelente resultado em 2016: Farroupilha reuniu mais de 1,5 mil pessoas em dois fins de semana e Caxias do Sul vendeu 20 mil litros de vinho em três dias, para 25 mil pessoas”, revela o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Dirceu Scottá.

Descubra o que e onde fazer

A programação completa do Dia do Vinho 2017 pode ser acessada no site diadovinho.com.br. O evento está nas redes sociais com os perfis facebook.com/diadovinho, instagram.com/diadovinho2017 e marcado com a hashtag #diadovinho2017.

Sobre o Dia do Vinho

O Dia do Vinho é realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi-RS) e pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) – Região Uva e Vinho, como resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores – reinterpretação da concepção de evento, fomentado pelo Ministério do Turismo. A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano foi promulgada em 12 de dezembro de 2003. O projeto partiu do então deputado estadual Iradir Pietroski.

A edição 2017 tem o apoio das prefeituras municipais de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul,Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Veranópolis e Vila Flores, além da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho-RS), Roteiro dos Vinhos de São Roque (SP), Vinho VASF – Instituto do Vinho Vale do São Francisco, Associação dos Viticultores do Vale Central Gaúcho, Associação Vinhos da Campanha, Atuaserra, Aenotur, Phoenix Eventos e o patrocínio máster de Verallia.

 

 

Comentários

Comentários

Jornalista especializada em Gastronomia. Gosta de comer de tudo. As boas experiências conta aqui, as ruins só pessoalmente. Além do blog, é assessora de comunicação e marketing digital e editora do caderno Sabor (jornal Diário do Nordeste).