Melhores ovos de Páscoa em Fortaleza 2016

4 de Março de 2016

Share
Vote nesse post
[Total: 0    Média: 0/5]

Por Juciana Gurgel
Especial para o Sabores da Cidade

O Sabores da Cidade realizou a segunda edição da degustação de ovos de Páscoa, onde o grande vencedor foi a confeitaria Ma Douce

Pode imaginar algo mais delícia do que passar o final de tarde degustando ovos de Páscoa? Para uma chocólatra como eu, não consigo descobrir algo melhor. Essa foi minha tarefa , de mais três especialistas da área de gastronomia e uma fotógrafa na uma missão de escolher o melhor ovo de Páscoa produzido em Fortaleza. Se afundar nas profundezas do cacau de 15 ovos de Páscoa parece fácil, mas a tarefa é um pouco mais difícil do que parece, afinal tínhamos que avaliar cada produto em critérios como texturas, sabores, criatividade, apresentação, entre outros.

Apostamos mais uma vez no La Mandolina, loja de produtos gastronômicos, que gentilmente cedeu o espaço para a realização do evento. Vale salientar que a degustação foi às cegas, nenhum jurado sabia de onde seria cada produto concorrente, assim ninguém poderia votar na sua “casa” preferida. Todos os ovos de Páscoa foram recebidos e apresentados pela jornalista Izakeline Ribeiro, que como tinha essa função, não participou do júri.

Confesso que não tivemos momentos ruins, os 15 ovos de Páscoa nos proporcionaram bons momentos, alguns mais mágicos e saborosos que outros, é verdade, mas em uma competição sempre há os vencedores, por mais que seja uma disputa acirrada. O que nos mostra que o mundo doceiro em Fortaleza não tem apenas diversidade, mas também muita criatividade e qualidade.

Ganhou aquele que foi meio simples, meio pop, escolheu ingredientes de qualidade e foi muito carinhoso com o chocolate. O ovo metade belga, metade oreo da doceria Ma Douce conquistou o primeiro lugar com vários pontos a frente do segundo colocado. A delícia criada pelas irmãs Kayse e Kelry Guedes vem com uma casca do ovo chocolate ao leite, metade recheado com brigadeiro branco, biscoito Oreo esfarelado e cream cheese, e a outra metade o mais puro e bem feito brigadeiro belga. Segundo nosso júri, a temperagem do chocolate estava bem feita, o produto era realmente belga de qualidade e o recheio, bem, o recheio estou meio sem palavras até agora.

A Brigaderia Retrô conquistou novamente a segunda posição no raking elaborado pelos jurados do Sabores da Cidade, dessa vez, com o ovo Tortinha de Limão, casca de chocolate belga ao leite com farofinha amanteigada, brigadeiro de limão e merengue de limão. A mistura pode parecer doce além da conta, mas não é, e o merengue fez toda a diferença, conquistou a maioria dos jurados.

O terceiro lugar juntou os ingredientes mais populares do mundo dos doces: creme de nutella, leite ninho cremoso e ganache em uma casquinha de ovo de chocolate blend (vários tipos), criado pela Doce Gula. A casa usa chocolate Nestlé, fugindo um pouco do belga, que a maioria usa, considerado de uma melhor qualidade, mas o recheio que estava na medida certa e o tratamento dado ao chocolate da casquinha agradou boa parte dos jurados.

O quarto lugar prometeu um “ovo feito com chocolate belga Callebaut com temperagem artesanal, a 33,8% de cacau, com snap (o barulho que faz quando o chocolate “quebra”), derretimento na boca e brilho do jeito que a gente sonhou”. Na maioria, cumpriu a promessa. Diferente dos ovos de colher, essa delícia veio todo trufado com creme de avelã e pailleté feuilletine (massa folhada).

Os demais ovos de Pácoa que comporam o ranking foram o Trio Delícia Ovomaltine da Brownie Chic (5º lugar), Ovo Pepita de Chocolate trufado da Doce Atelier (6º lugar), Ovo Twix da Pedaços de Sabor (7º lugar), Briejer munidos com o biscoito da marca (8ºlugar), Tortelê com ovo do mesmo nome (9º lugar), ovo de queijo com goiabada da Anna Paula Doceria (10º lugar), ovo Suspirar da Laços e Melaços (11º lugar), o ovo Brownie Belga da Empório Brownie (12º lugar), ovo Paixão de pipoca doce da Sucré Patisserie (13º lugar), ovo de coração com morangos da Nabirra (14º lugar) e o ovo Passion da Le Brun Chocolates (15º lugar).

Os critérios e os jurados
Como no ano passado, enviamos convites para várias docerias com lojas físicas na capital, casas com um certo respaldo no mercado de Fortaleza e que a produção fosse completamente local. Não faltou opção e a quantidade de ovos julgados ainda foi maior que no ano passado, quinze no total.

Sempre temos um cuidado de chamar jurados da área de gastronomia e pelos menos um deles ser um especialista na área de doces. Nossa maior alegria foi que um dos maiores especialistas em chocolate aceitou nosso convite, Cirlandson Moreira, hoje chef do restaurante do Mareiro Hotel, ganhador de prêmios e consultor da área, nos proporcionou uma verdadeira aula dos cuidados com o chocolate, em cada mordida ele conseguia identificar qualidade da temperagem (técnica que deixa o chocolate com brilho, textura ideal e faz derreter na boca), snap, derretimento, tipo do produto utilizado, entre outros detalhes. Com tanto conhecimento ele foi o jurado mais exigente e suas notas foram a que fizeram maior diferença no resultado final.

Para completar o time de especialistas, Dani Godim, chef do Grupo Geppos, aquela profissional que entende do doce e do salgado e a professora da Faculdade de Gastronomia da Unichristus, chef Anayde de Mello, profissional experiente e querida no mercado local. Para finalizar o júri, duas pessoas amantes de chocolates, aquelas que vão na loja comprar os ovos de Páscoa, assim como os leitores dos Sabores, a jornalista que aqui escreve e a fotógrafa Thalma Escócia.

Conheça os 15 melhores ovos de Páscoa de Fortaleza. A prova às cegas (o júri não sabia a origem de cada ovo) faz parte…

Publicado por Sabores da Cidade em Sexta, 4 de março de 2016

Comentários

Comentários

Jornalista especializada em Gastronomia. Gosta de comer de tudo. As boas experiências conta aqui, as ruins só pessoalmente. Além do blog, é assessora de comunicação e marketing digital e editora do caderno Sabor (jornal Diário do Nordeste).