Foodtechs avistam cenário promissor no Brasil

0
2088

Em Fortaleza, o aplicativo Primeira Mesa Fortaleza se destaca ao levar clientes para os horários menos movimentados dos restaurantes

Dados da Associação Brasileira de Startups apontam que o segmento de foodtechs representa apenas 3% do total de mais de 13.500 startups no país. Apesar de ser um número pequeno em comparação com segmentos como healthtechs (17%) ou fintechs (10,5%), é um dos setores que têm se revelado mais promissores e esse processo foi imensamente acelerado com as medidas de isolamento social causadas pela pandemia.

Uma pesquisa realizada pela Research and Markets, afirma que até 2022 as foodtechs irão movimentar cerca de US﹩ 250,4 bilhões em todo o globo – esse valor equivale ao PIB de 2020 da Romênia e supera o PIB de Portugal. Grandes empresas têm investido em foodtechs e até mesmo adquiriram algumas. O exemplo mais conhecido no Brasil é o Magazine Luiza que, desde setembro de 2020, entrou no setor com a aquisição do AiQFome e então já incorporou GrandChef, ToNoLucro e, mais recentemente, a PlusDelivery. Toda a dinâmica de bares e restaurantes mudou. Eles que passaram a ir até os consumidores, não mais o contrário, e foi graças a tecnologia que isso foi possível.

No entanto, os tempos de isolamento social também fizeram com que as experiências gastronômicas ganhassem um peso maior, deixando os consumidores mais exigentes. E, é esse público que está no Primeira Mesa Fortaleza. Não somos Magazine Luiza, mas o Sabores da Cidade apostou startup Primeira Mesa e agora comanda a operação da plataforma na capital cearense. São mais de 25 mil usuários cadastrados em Fortaleza dispostos a ocupar mesas nos primeiros horários de funcionamento do restaurante. Desta forma, ao fazer a reserva pelo aplicativo ou site, chegam mais cedo, não pegam fila e encontram o restaurante mais vago. Como benefício, têm 50% de desconto em todos os pratos do cardápio oficial. Para o restaurante a vantagem de estar no Primeira Mesa é a possibilidade de atração de novos clientes, ocupação de mesas nos horários menos movimentados e de minimizar os custos de operação.

Vale destacar que em julho de 2021, alcançamos o maior faturamento da plataforma em Fortaleza desde o início da operação, em 2018. Com o avanço da vacinação, estamos animados para compartilhar as melhores experiências gastronômicas da cidade com benefícios para todos: restaurantes e clientes.

Como funciona o Primeira Mesa:

Os estabelecimentos se cadastram na plataforma, passam por um breve treinamento e escolhem , dias, horários e número de mesas para disponibilizar na plataforma. O restaurante não paga mensalidade ou qualquer taxa ao Primeira Mesa. Cada casa compromete-se somente em conceder o desconto de 50% nas comidas para os clientes que fizeram a reserva e seguiram as regras.

O Primeira Mesa não tem assinatura ou pacote para o usuário. O cliente acessa o site ou app para conferir quais mesas estão disponíveis. A reserva é feita pelo site ou app, mediante pagamento de taxa, de acordo com o número de pessoas.

O cliente se cadastra no app e só paga quando fizer uma reserva. O custo por reserva de mesa é R$9 (até 2 pessoas), R$14 (até 4 pessoas) e R$20 (até 6 pessoas). Para ter direito ao desconto é necessário chegar no horário reservado, além de cumprir o número de pessoas por mesa.

No restaurante, o cliente apresenta o voucher (digital – basta mostrar no celular) e pode consumir à vontade. No final, a conta vem com 50% de desconto em todas as comidas da mesa (entradas, pratos e sobremesas). Bebidas e 10% são pagos integralmente. O cumprimento das regras (como chegar no horário e não exceder o número de clientes na mesa reservada) é condição essencial para ter direito ao desconto. 

Serviço:

Primeira Mesa Fortaleza – https://www.primeiramesa.com.br/regiao/CE/fortaleza.
Os restaurantes interessados em fazer parte da plataforma podem entrar em contato pelo telefone/whatsapp: (85) 99616-1098.

Comentários

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui