Escola de Gastronomia Social realiza programação online com receitas juninas

0
1459

Receitas de vatapá e bolo de milho são os destaques das lives que acontecerão no Instagram 

O mês junino chega com os sabores das comidas típicas. Para celebrar as festas juninas em casa, a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, instituição da Secult gerida pelo IDM, promove uma programação especial no Instagram (@escolagastronomiasocial).  Nos dias 7 e 14 de junho, os professores Bruno Modolo e Ana Célia ensinarão duas receitas características da data: vatapá para o pratinho cearense e bolo de milho, respectivamente, ao vivo no Instagram da EGSIDB. Sempre às 19h. 

Selene Penaforte, superintendente da EGSIDB, destaca que os encontros online são uma forma de preservar a memória da celebração, compartilhando ideias para quem deseja empreender nesse período. “A Escola oferece essa programação como uma forma de contribuir para manter a tradição da festa tão querida por nós. Também é uma oportunidade de aprender com os professores e produzir as receitas tanto para degustação da família como também para venda e assim garantir uma renda extra”, afirma.

Além de mostrar o preparo dos pratos e suas possibilidades de vendas, os professores também irão comentar a importância das comidas nas festas juninas, marcando suas influências e adaptações. “Aqui em Fortaleza, por exemplo, é mais comum ver vatapá de frango nos pratinhos, mesmo que a receita original de vatapá seja com peixe e camarão. As mudanças nas receitas se deram tanto pela disponibilidade do peixe, como também pela questão de custos”, explica o professor Bruno Modolo.

Serviço: 

Lives Comidas Típicas – receitas junina ao vivo

Quando: dias 7 e 14 de junho, às 19h

Instagram: @escolagastronomiasocial 

Sobre a Escola – Instituição da Secult Ceará, a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB) é gerida pelo Instituto Dragão do Mar. O nome faz referência ao fundador do grupo M. Dias Branco, que financiou a sede doada para o Estado em uma parceria público-privada. O centro de formação oferece cursos básicos e profissionalizantes em cozinha, panificação e confeitaria, além de mentorias para desenvolvimento de produtos e projetos, por meio do Laboratório de Criação em Cultura Alimentar e Gastronomia Social. Todas as atividades são gratuitas, mediante inscrição e processo seletivo. O público-alvo preferencial da escola é formado por jovens em situação de vulnerabilidade social e adultos com ou sem experiência em gastronomia. 

Comentários

Comentários