Mercado AlimentaCE realiza Festival de Gastronomia Afro-brasileira no Dia da Consciência Negra

No próximo domingo, 20 de novembro, na Estação das Artes, evento contará com roda de conversa com a chef e apresentadora Dona Carmem Virgínia e aula-show com a professora e pesquisadora Aline Chermoula, que faz ao vivo uma receita afrodiaspórica

Para celebrar o DNA afro-brasileiro de nossa culinária, o Mercado AlimentaCE – equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult CE) gerido em parceria pelo Instituto Mirante – realiza o Festival de Gastronomia Afro-brasileira no Dia da Consciência Negra, próximo domingo, 20 de novembro. Das 9h às 14h, o evento ocupará a Estação das Artes com feira gastronômica de expositores de várias partes do Estado e feira agroecológica, em parceria com o Instituto Antônio Conselheiro, além de uma intensa programação cultural. 

Um dos destaques é a aula-show de receita afrodiaspórica com Aline Chermoula, professora, escritora e pesquisadora que vai ensinar, ao vivo,  como fazer uma mousse de inhame, cacau e macassá. O prato é inspirado na culinária afro-indígena e utiliza ingredientes ancestrais no preparo contemporâneo de mousse de cacau, fazendo do ato de cozinhar e comer um momento de conexão com a ancestralidade africana. Será a partir das 9h30 e contará com transmissão online. 

Aline Chermoula

A roda de conversa Cozinha Ancestral terá a participação da chef, influenciadora e apresentadora pernambucana Carmem Virgínia. Crescida dentro das cozinhas da família, com uma avó merendeira de escola e as tias cozinheiras de mão cheia, ela encontrou na religiosidade de matriz africana a base de sua atuação como cozinheira. O bate-papo acontece a partir das 10h30 e será mediado pela chef e diretora do Mercado AlimentaCE, Marina Araújo. 

O Festival de Gastronomia Afro-brasileira terá, também, três oficinas de turbante com a guineense Yasmin Djalo, pesquisadora de identidade, moda e negritude. A atividade acontece das 9h30 às 11h e conta com 15 vagas em cada sessão. O som ficará por conta da discotecagem com DJ Viúva Negra, da apresentação do Coco da Praia do Iguape com Mestre Chico Casueira e do grupo Samba Terreiro Tradição. Haverá, ainda, venda de livros do Senac e de acessórios com inspiração africana na Feira Negra.

A data e a missão de preservar a cultura alimentar 

O Dia da Consciência Negra foi instituído em 2011 como um marco da luta e da resistência do povo preto no Brasil. Milhões de homens e mulheres que preservaram sua cultura também por meio da alimentação e influenciaram a formação estrutural do nosso País. Para a diretora do Mercado AlimentaCE, Marina Araújo, não haveria gastronomia brasileira se não houvesse gastronomia africana. 

“É uma grande alegria realizarmos um festival de gastronomia afro-brasileira nessa data tão importante quanto o significado das raízes da cozinha africana no que entendemos hoje como gastronomia brasileira”, ela ressalta. “Fazer movimentos em prol da salvaguarda da cultura alimentar é uma das missões do Mercado AlimentaCe, e realizar um festival com essa temática é uma expressão disso”, afirma. 

>>> Confira a programação completa do Festival de Gastronomia Afro-brasileira:

9h – Abertura 

9h30 às 11h30 – Discotecagem com DJ Viúva Negra

9h30 – Aula-show com Aline Chermoula 

Com transmissão ao vivo

9h30 às 11h – Oficinas de Turbante com Yasmin Djalo 

Três oficinas | 15 vagas cada

10h30 às 11h30min – Roda de Conversa “Cozinha Ancestral” com Dona Carmem Virgínia e mediação de Marina Araújo

11h30 – Apresentação – Coco da Praia do Iguape do Mestre Chico Casueira

12h às 14h – Apresentação – grupo Samba Terreiro Tradição

Sobre o Mercado AlimentaCE 

O Mercado AlimentaCE é um espaço para vivenciar o Ceará de comer. Um dos equipamentos que integram o Complexo Cultural Estação das Artes, em Fortaleza, é um lugar para experimentar, aprender sobre e adquirir alimentos cearenses de qualidade, que contam histórias e trajetórias de toda a cadeia produtiva local. Tem como diretriz ser um polo de referência gastronômica no país e salvaguardar a gastronomia e cultura alimentar

cearense, com sua diversidade e origem. Contará com seis restaurantes e uma loja de produtos alimentícios tipicamente cearenses. 

Integra a Rede Pública de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), com gestão em parceria com o Instituto Mirante.

SERVIÇO 

O que: Festival de Gastronomia Afro-brasileira 

Quando: 20 de novembro, das 9h às 14h 

Onde: Rua Dr. João Moreira, 540 – Centro | Complexo Cultural Estação das Artes 

Gratuito

Comentários

Comentários

Latest articles

Related articles

spot_img