Os cinco melhores sommeliers em Fortaleza

0
368

Ilka Salatielle – A mais votada pelo público no Melhores Sabores da Cidade 2023

Ilka Salatiele trabalhou muito tempo na área de arte e cultura de forma geral, inclusive cultura popular e culturas internacionais e foi nesse mundo que ela encontrou o universo do vinho e estabeleceu uma grande paixão pela enogastronomia. Nessa trajetória, passou por loja especializada, formação de cursos, confrarias, cursos personalizados, atuou como sommeliere e gerente de atendimento de supermercados e por último assumiu a operação do Mangue Azul. Lá, vivenciou “um grande laboratório para minha vida, entre muitas viagens também, a qual a gente se dedica para estar a cada dia se atualizando e aprendendo, já que o mundo do vinho são muitos anos que você não consegue compreender em um rápido momento e além”, completa. “O mundo do vinho para mim, eu traduzo em entrega, prazer e compromisso. É um casamento e muito sólido, onde se percebe os pontos baixos, como é o bastidor, como é cansativo a operação de salão principalmente, ser gestor, mas o momento em que entramos em contato com o cliente, tudo se transforma, é uma magia, a magia do vinho, é como se o desenrolhar de uma garrafa espalhasse toda aquela magia no ar e aquilo te transforma, aquilo te abre sorrisos, é sensível perceber, ouvir cada um” revela Salatielle. Para os novos degustadores de vinho, ela indica aprender a confiar na sua memória olfativa, cognitiva e naquilo aprendeu na vida, aquilo que traz lembrança, para se perceba que são essas as referências do mundo do vinho. Além de não beber apenas um rótulo ou ainda mais um produtor, mas tudo que está por trás de uma garrafa. Ilka agora atua na loja D’Vinos, além de novos projetos de formação.

Demais indicados por ordem alfabética.

Marco Ferrari

Atualmente, Marco Ferrari trabalha no DOC Tratoria e Winebar como head sommelier (sommelier chefe) da casa. Italiano do Piemonte, Ferrari veio para o Brasil na década de 90, desde 1994 é profissional do vinho em Fortaleza, pioneiro do vinho na cidade, tanto quando se fala em venda, na área comercial, como também, sobretudo, no aspecto cultural da bebida, promovendo cursos, treinamentos etc. Desde 2014, promove um curso de sommelier fixo, que já impactou mais de 300 alunos em Fortaleza e no interior do Ceará, mais de 120 sommeliers formados. Hoje o curso está na 25ª turma. A formação do profissional é pela FISAR (Federazione Italiana Sommelier Albergatori e Ristoratori), pela IWTO (International Wine Traster Organization) e pela L’Ecole du Vin de Bordeaux, além de sommelier profissional, é também juiz de vinho, especializado em enografia italiana e em vinhos de Bordeaux. O professor dá dica importante para os novos degustadores: “Tentem, busquem, provem novas experiências, experimentem novos vinhos, se deixem guiar pelos profissionais, sejam curiosos, queiram aprender mais e queiram sobretudo conhecer e provar vinhos diferentes. Não se limitem, não fiquem apenas naquelas quatro, cinco, seis marcas já conhecidas. Se não tiver segurança peça a opinião do profissional, peça dica, conheça novos vinhos porque você vai aprender realmente e vai aumentar muito mais o prazer da sua experiência com o vinho”, ensina. Marco continua com o projeto de seus cursos em Fortaleza e pretende ampliar essa oferta como, por exemplo, os cursos tipo full immersion e, logicamente, continuar divulgando a cultura do vinho.

Narcizio Filho

Sommelier formado pela Fisar (Federazione Italiana Sommelier Albergatori e Ristoratori) com os títulos ainda de Juiz Qualificador de Vinhos, IWTO, Sommelier WSET level 3, além de sommeleir de saquê level 1. Narcizio teve uma carreira toda dentro de restaurantes recebendo clientes, criando cartas de vinhos, realizando jantares harmonizados e aprendendo sobre o mundo dos vinhos também com o público. Para os novos sommeliers, profissionais da área e degustadores, ele fala: “Não desistam dos seus sonhos, e tenham a mente aberta para as novidades e novas tendências. Só não muda de opinião quem não tem opinião!”. Atualmente, o profissional atua na Opção Distribuidora, explorando o Litoral Oeste /Norte do Ceará, compartilhando conhecimento e trocando experiências dos mundo do vinho no litoral e interior.

Rafael Chuck

Rafael Chuck atualmente é sommelier e proprietário, juntamente com sócio o Felipe Adjafre, da Vinho & Ponto em Fortaleza. Rafael era professor de geografia e trabalhou quase 15 anos em sala de aula, chegou a trabalhar também na área da saúde, mas por causa do estresse pediu demissão. Entusiasta do vinho desde 2014 com curso de Sommelier (2018) e formação no Wine Spirits, o W7I, surgiu a oportunidade do negócio da loja de vinhos juntamente com o Felipe, foi quando ele começou a trabalhar com vinho profissionalmente. “A parte didática da sala de aula me ajudou muito no trabalho como sommelier. Eu já tinha também uma vivência de degustação. Sou aficionado por degustar notas diferentes e já tinha um portfólio de degustação bem longo. Isso me ajudou demais, tem sido uma jornada muito bacana, trabalhar com vinho”, revela Chuck. Para quem está iniciando no mundo dos vinhos ele fala que “tentar ao máximo se desprender de preconceitos, de preconcepções e se desvencilhar da noção de esnobismo, da noção de que o vinho é algo inalcançável, de que o vinho é algo que não é pra qualquer um, que é caro. Enfim, se entregar e provar rótulos de diferentes países, de diferentes estilos e tipos”. Em 2024 , Chuck está cursando o Curso de Sommelier da Associação Brasileira de Sommeliers do Ceará. Planeja também ampliar os cursos de iniciação no mundo dos vinhos na própria Vinhos & Ponto. “Eu tenho uma vontade grande de treinar pessoas no serviço do vinho e fazer isso de uma maneira um pouco mais popular, com preços mais populares”, finaliza Chuck.

Rangel Dantas

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 1000001060_c3f94403a54b7d1c45283db466f771c3-30_01_2024-16_11_23-1024x1000.jpg

Rangel conta que entrou no mundo do vinho praticamente por acaso. Fascinado por história, principalmente por mitologia grega e judaica, em uma palestra sobre vinhos italianos no restaurante que trabalha, ficou curioso quando o palestrante falou que o vinho era uma bebida viva e que jamais uma garrafa seria igual a outra. “Como sou cearense fui verificar a verdade, comecei a estudar o assunto, então virou hobby. Um dia por acaso sem saber eu atendi um cliente chamado Marco Ferrari e comecei a explicar alguns vinhos que tínhamos em nossa carta, ele me fez algumas perguntas difíceis, mas eu tinha as respostas. No final do atendimento ele me perguntou onde eu tinha estudado ou trabalhado, falei que eu estudava por conta própria. Quando ele foi embora disse que eu precisava de um certificado. Perguntei ao gerente quem era aquela pessoa, ele respondeu que era o mestre Marco Ferrari, o sommelier mais renomado da capital cearense”. Depois desse episódio, Rangel procurou pela certificação em um curso que o professor era justamente Marco Ferrari. Hoje o profissional trabalha há mais de quinze anos no ramo de gastronomia, inclusive com experiência em rede hoteleira, e sempre procurou se especializar. Formado em sommelier pela FISAR / IWTO, se dedicou nos últimos anos com grande competência aos clientes e ao trabalho no La Bella Italia, sempre com conhecimento sobre cada rótulo da carta de vinhos da casa com essência italiana. A dica para novos degustadores de Rangel é procurar conhecimento sobre os vinhos, “Hoje temos privilégio com a tecnologia de encontrar vários canais no YouTube sobre vinhos, nada muito engessado e gente que fala a nossa língua”.

Comentários

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui