Escola de Gastronomia Social oferta 120 vagas em formação sobre educação ambiental e aproveitamento integral de alimentos

0
1049

O programa “Hortas Urbanas: cultura para alimentar” contará com seis cursos gratuitos e presenciais no mês de agosto. As inscrições começam nesta terça, 26

“Hortas Urbanas: cultura para alimentar” é o novo programa de formação da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, localizada no bairro Cais do Porto. São 120 vagas em seis cursos presenciais e gratuitos a serem realizados no mês de agosto. Para participar, os interessados devem fazer a inscrição sempre na semana anterior a cada curso, no site gastronomiasocial.org.br, até o preenchimento das vagas.

Klaustrianne Queiroga, gerente da Escola, destaca que o programa pretende fomentar a cultura alimentar, contribuindo para a sustentabilidade socioambiental e o empreendedorismo social, além de promover maior interação dos participantes com a natureza nos espaços urbanos, trazendo benefícios físicos e mentais. “Tanto que teremos aulas práticas de plantio de hortaliças tradicionais e de PANC (plantas alimentícias não convencionais) dentro da programação”, afirma.

“A programação é aberta ao público em geral. No entanto, moradores dos bairros do que chamamos de grande Mucuripe terão prioridade na ocupação das vagas, bem como pessoas em situação de vulnerabilidade social”, afirma Selene Penaforte, superintendente do equipamento.    

Os cursos são “Resíduos e Compostagem”, “Educação Ambiental e Sustentabilidade”, “Hortaliças PANC nos quintais produtivos: soberania e segurança alimentar”, “Horticultura urbana e permacultura”, “Aproveitamento total dos alimentos” e “Empreendedorismo para horticultores”. Entre os professores e palestrantes convidados estão: Gemmelle Santos (CE), Nuno Madeira (DF), Marco George (CE), Ademir Ligório (CE) e Regina Tchelly (RJ).

Serviço:
Programa “Hortas Urbanas: cultura para alimentar”
6 cursos gratuitos e presenciais no mês de agosto – 120 vagas
Inscrições e mais informações: www.gastronomiasocial.org.br | hortagastronomiasocial@gmail.com |  Telefone: (85) 3458-3358
Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco Endereço: Rua Manuel Dias Branco, 80 – Cais do Porto, Fortaleza (Ceará)

Programação completa com datas para inscrição:

– “Resíduos e Compostagem”  | Convidado: Gemmelle Santos (CE) | Período: 1 a 5/08, das 8h às 12h
Inscrições: 26 a 28/07 ou até o preenchimento das vagashttp://servicosweb.solucaosistemas.net:3050/

– “Educação Ambiental e Sustentabilidade” | Convidado: Gemmelle Santos (CE)  |  Período: 8 a 10/08, das 8h às 12h
 Inscrições: 2 a 4/08 ou até o preenchimento das vagas

– “Hortaliças PANC nos quintais produtivos: soberania e segurança alimentar” |  Convidado: Nuno Madeira (DF) | Período: 11 e 12/08, das 8h às 12h
Inscrições: 2 a 4/08 ou até o preenchimento das vagas 

– “Horticultura urbana e permacultura” | Convidado: Marco George (CE) | Período: 15 a 19/08, das 8h às 12h
Inscrições: 9 a 11/08 ou até o preenchimento das vagas 

– “Aproveitamento total dos alimentos” | Convidada: Regina Tchelly (RJ)  | Período: 15 a 19/08, das 8h às 12h
Inscrições: 16 a 18/08 ou até o preenchimento das vagas

– “Empreendedorismo para horticultores” |  Período: 29/08 a 2/09, das 8h às 12h
Inscrições: 23 a 25/08 ou até o preenchimento das vagas

Mini-currículos dos convidados:

Gemmelle Oliveira Santos
Professor e pesquisador universitário, tecnólogo em gestão ambiental, especialista em educação ambiental, Mestre em Saúde Pública, Doutor em Saneamento Ambiental. Atualmente desenvolve atividades na área de gestão e gerenciamento de resíduos sólidos urbanos. 

Marco George 
Designer, ambientalista e bioconstrutor que vem estudando e praticando permacultura desde 2010. Atualmente, experimenta práticas permaculturais no Eco Sítio Juazeiro, em Eusébio-CE, local de produção constante e ponto de encontro de amigos para práticas permaculturais realizadas em mutirões. Formação em Permacultura realizada em Meruoca-CE, em 2011. Membro da diretoria do IPC – Instituto de Permacultura do Ceará desde 2015. 

Nuno Madeira
Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1994), mestrado em Agronomia (Fitotecnia/ Olericultura) pela Universidade Federal de Lavras (2000) e doutorado em Agronomia (Fitotecnia/ Olericultura) pela Universidade Federal de Lavras (2004). É pesquisador da Embrapa Hortaliças desde 2002. 

José Ademir do Amaral de Ligório 
Técnico em Agropecuária e Meio Ambiente, Bacharel em Administração, pós graduado em Tecnologias Agrícolas de Baixa Emissão de Carbono e com curso de aperfeiçoamento em Educação Popular na construção de Territórios Saudáveis para convivência com o semiárido. Colaborador do Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador e a Trabalhadora – CETRA, desde 2013.

Regina Tchelly
Cozinheira e idealizadora do Projeto Favela Orgânica, uma iniciativa pioneira que teve origem nas comunidades Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. Surgiu em setembro de 2011, com os objetivos de modificar a relação das pessoas com os alimentos, evitar o desperdício, cuidar do ambiente e mostrar que é possível acabar com a fome. Regina ensina e apresenta sabores e saberes, através de ingredientes simples e sem mistérios.

Comentários

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui